PABX 19 3232 4468
contato@pascioloassessoria.com.br
Área Restrita

Banco Mundial: efeito negativo sobre emprego e salário no Brasil devem durar 9 anos

O Banco Mundial divulgou um relatório nesta terça-feira (20) afirmando que a crise no Brasil, causada pela pandemia de Covid-19, deve gerar reflexos negativos sobre empregos e salários no país por nove anos.

O relatório "Emprego em crise: Trajetórias para melhores empregos na América Latina pós-Covid-19" mostra que os países da região costumam levar "muitos anos" para se recuperar quando há perda de emprego em crises econômicas.

Além disso, o documento pontua que as "grandes sequelas" tendem a persistir na região por muitos anos, levando os países da América Latina à redução "longa e expressiva" dos índices de emprego formal.

"No Brasil e no Equador, embora os trabalhadores com ensino superior não sofram os impactos de uma crise em termos salariais e sofram apenas impactos de curta duração em matéria de emprego, os efeitos sobre o emprego e os salários do trabalhador médio ainda perduram nove anos após o início da crise", diz o relatório.

 

Trabalhadores menos qualificados sofrem mais

O estudo do Banco Mundial afirma que a crise causada pela pandemia deve provocar "cicatrizes" mais "intensas" nos trabalhadores menos qualificados, isto é, segundo o banco, aqueles sem ensino superior. Essas "cicatrizes" são aumento do desemprego; aumento da informalidade; e redução dos salários.

"Na região da ALC [América Latina e Caribe], as cicatrizes são mais intensas para os trabalhadores menos qualificados, sem ensino superior", diz o documento.

De acordo com o banco, os trabalhadores informais têm menos proteções contra os efeitos de crises econômicas e, assim, a probabilidade de eles perderem o emprego é maior, independentemente da qualificação. Por outro lado, o relatório diz que os trabalhadores com ensino superior não devem sofrer os impactos da crise no salário.

 

Fonte: Contabeis | 21/07/2021

INFORMAÇÕES ONLINE

Essas informações ajudam os nossos clientes a se manterem atualizados e bem informados à respeito das atualizações da legislação vigente, pagamento de impostos e obrigações diversas, e ainda trazem orientações sobre gestão empresarial.


COTAÇÕES E ÍNDICES

Moedas - 04/08/2021 3:59:32 PM
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5.207
  • 5.208
  • Paralelo
  • 4.950
  • 5.470
  • Turismo
  • 5.290
  • 5.620
  • Euro
  • 6.163
  • 6.165
  • Iene
  • 0.048
  • 0.048
  • Franco
  • 5.744
  • 5.745
  • Libra
  • 7.237
  • 7.239
  • Ouro
  • 305.160
  •  
Mensal - 21/07/2021
  • Índices
  • mai/2021
  • Abr/2021
  • Inpc/Ibge
  • 0.96
  • 0.38
  • Ipc/Fipe
  • 0.41
  • 0.44
  • Ipc/Fgv
  • 0.81
  • 0.23
  • Igp-m/Fgv
  • 4.10
  • 2.94
  • Igp-di/Fgv
  • 3.40
  • 2.22
  • Selic
  • 0.27
  • 0.21
  • Poupança
  • 0.50
  • 0.50
  • TJLP
  • 4.61
  • 4.00
  • TR
  • -
  • -

AGENDA TRIBUTÁRIA

  • 04/Agosto/2021 – 4ª Feira.
  • ICMS/SCANC | Contribuinte que tiver recebido o combustível de outro contribuinte substituído.
  • ICMS/SCANC | Importador.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.



   ÁREA RESTRITA

Rua Padre Vieira, 610 - Centro
13015-130 Campinas, SP
PABX 19 3232 4468 | contato@pascioloassessoria.com.br